EFEMadrid

Madrid, a região de Espanha mais afetada pelo coronavírus, não registou qualquer morte por COVID-19 pela primeira vez desde o início da pandemia, de acordo com informações divulgadas pelas autoridades locais este domingo, enquanto pequenos surtos em várias partes do país continuam a ser controlados.

O Ministério da Saúde registou este domingo mais duas mortes em Espanha nas últimas 24 horas, chegando a 28.343 no total, e 118 novos casos, com 248.770 diagnosticados até ao momento.

Após uma semana do fim do estado de alarme, a normalidade social e económica generaliza-se em Espanha com a pandemia contida, mas também com o risco crescente de novos pontos de transmissão do vírus à medida que aumentam os deslocamentos e as relações sociais.

Este foi o primeiro fim de semana de absoluta liberdade de movimento em todo o país e as fronteiras foram reabertas parcialmente após três meses e meio de restrições de movimento para conter o vírus.

Madrid registou 15 infeções, mas nenhuma morte, algo que ocorre pela primeira vez desde o início da crise de saúde. Até ao momento houve 9.189 óbitos e 73.505 casos na região.

No entanto, as informações publicadas domingo pelo Ministério da Saúde reduzem o número de mortes para 8.421 em Madrid; e o de casos para 71.881.