EFEHong Kong

Milhares de manifestantes marcham hoje para a sede do Governo local de Hong Kong e exigem a demissão da chefe do Governo, Carrie Lam, assim como a retirada definitiva do projeto de lei de extradição, constatou a Efe.

Após se reunirem frente às das portas do Parlamento de Hong Kong, os manifestantes decidiram marchar para a sede do Governo, fortemente cercada pela Polícia, para tentar que Lam os receba e oiça os seus pedidos, e caso contrário exigir a sua demissão.

Junto às portas do Parlamento estava também o líder ativista Joshua Wong, que foi posto em liberdade esta manhã após passar um mês em prisão devido à sua participação na chamada "Revolução dos Guarda-chuvas" de 2014.