EFELondres

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse nesta sexta-feira, ao anunciar a sua demissão no próximo 7 de junho, que vai "lamentar profundamente" não ter podido executar o "brexit", a saída do país da União Europeia (UE).

May, que não escondeu as lágrimas no final do seu discurso, pediu ao seu sucessor à frente do Partido Conservador e do Governo que tente encontrar um consenso no Parlamento para conseguir deixar o bloco.