EFERoma

Os 82 migrantes do navio humanitário Ocean Viking, das ONG SOS Méditerranée e Médicos Sem fronteiras (MSF), vão poder desembarcar num porto de Lampedusa, confirmou hoje a MSF nas redes sociais.

"As autoridades italianas acabam de oferecer ao Ocean Viking um porto de desembarque seguro. Depois de seis dias do primeiro resgate, os 82 migrantes a bordo em breve irão desembarcar em Lampedusa", escreveu.

A ONG e as autoridades locais não especificaram detalhes sobre o desembarque e a imprensa local assegura que a Guarda Costeira italiana analisa se permitir a entrada em porto ao Ocean Viking ou transferir os resgatados a outros navios italianos em águas internacionais e levá-los a terra.

Em Itália ainda segue vigente o decreto de proibição de entrar em águas territoriais de navios com migrantes que aprovou o anterior Executivo da ultradireitista Liga e o antisistema Movimento 5 Estrelas.

O anúncio de um porto para o navio chega depois de que a 12 de setembro o Governo italiano informasse de que vários países europeus, dos que não citou nomes, tinham acordado a realocação dos resgatados.