EFEBeirute

A Ministra da Informação do Líbano, Manal Abdel Samad, renunciou hoje ao considerar que ainda há "resistência" em aceitar as mudanças exigidas pela população após a grande explosão que atingiu Beirute na última terça-feira e as massivas e violentas manifestações no sábado.

"A mudança continua a resistir-se e uma vez que a realidade não corresponde aos desejos (dos libaneses), após o horror do desastre em Beirute apresentei a minha renúncia do governo", disse Abdel Samad em comunicado, de acordo com a Agência Nacional de Notícias (ANN) libanesa.

A ministra desculpou-se na nota "aos libaneses que não conseguiram realizar as suas aspirações" e disse que renunciou em respeito às pessoas mortas e feridas pela explosão devastadora na terça-feira.