EFEPequim

O número de mortos causados pelo coronavírus da "pneumonia de Wuhan" aumentou hoje a vinte e seis, com 887 contagiados diagnosticados, informou o jornal estatal Diário do Povo.

Trata-se de mais um morto e 57 contagiados que os anunciados esta manhã pela Comissão Nacional de Saúde da China, contabilizados até à passada meia-noite local (16h00 GMT de quinta-feira).

Entre ontem e hoje conheceram-se as primeiras duas mortes fora da província de Hubei, epicentro do surto do coronavírus, nas províncias norte-orientais de Heilongjiang e Hubei, esta última circundante de Pequim.

A informação da referida comissão apontava que 177 pacientes se encontravam em estado grave. Segundo o Diário do Povo, 35 pacientes previamente diagnosticados com pneumonia de Wuhan conseguiram recuperar e receber alta.

Pelo menos oito cidades da província de Hubei suspenderam o transporte (entre elas Wuhan, a capital, com 11 milhões de habitantes), e várias províncias elevaram ao máximo o alerta médico para conter a propagação do vírus.

Além disso, foram canceladas as celebrações do Ano Novo chinês (que começa este sábado) tanto em Pequim como em Hong Kong, enquanto várias das principais atrações turísticas da capital chinesa encontram-se encerradas até novo aviso.