EFELisboa

Portugal vai antecipar a última fase do seu plano de desconfinamento, prevista inicialmente para o dia 3 de maio, ao sábado dia 1, quando também vai abrir a frontera terrestre com Espanha, devido à estabilização da pandemia no país.

“Podemos dar o passo em frente para a última etapa do desconfinamento”, anunciou o primeiro-ministro português, António Costa, em conferência de imprensa, onde destacou a “evolução muito positiva” que o país tem mantido durante o processo de desconfinamento, que começou em 15 de março.

Será o último alívio às restrições que foram impostas desde 15 de janeiro, quando o Governo decretou o confinamento perante uma terceira onda muito severa que colocou Portugal como o país do mundo com os maiores índices de infeções e mortes.

Com a luz verde dos epidemiologistas, Portugal deixa para trás até o estado de emergência -o nível de alerta máximo, em vigor desde 9 de novembro- e a partir de 1 de maio passa para a calamidade.