EFELisboa

Portugal registou esta terça-feira uma nova caída nos pacientes hospitalizados por covid-19, tanto em enfermaria como em UCI, além de 1.032 contágios e 63 mortos, mas o Governo continua sem avançar datas para desconfinar.

Segundo o último relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS), há 3.012 pessoas internadas com o vírus -menos 310 que um dia antes-, 597 das quais estão em unidades de cuidados intensivos (menos 30).

Os pacientes em UCIs não caiam abaixo da barreira dos 600 desde meados de janeiro.

Além disso, foram notificados 1.032 contágios, acima do dado de ontem (549, mínimo desde 6 de outubro), embora as segundas-feiras tenham sempre números mais reduzidos devido ao efeito do fim de semana.

Foram também reportadas 63 mortes, mais duas que segunda.

Portugal soma ao todo 799.106 casos de covid-19 -mais de 77.000 estão ativos- e 16.086 falecidos desde março.

SEM DATA PARA DESCONFINAR

Portugal está confinado desde 15 de janeiro, mas apesar da descida da curva o Executivo ainda não avançou datas para começar a abrir novamente: não é o momento de falar "de tempos ou de modos" de levantar as restrições, disse esta semana a ministra da Saúde, Marta Temido.

O gabinete de António Costa apenas deixou claro que os primeiros a abrir serão as escolas, que fecharam a 22 de janeiro.

O confinamento está em vigor, por agora, até 1 de março, mas espera-se que se prolongue durante todo esse mês.