EFEMadrid

O rei Felipe VI não vai começar "por enquanto" novas consultas com os partidos após a investidura fracassada de Pedro Sánchez e dá-lhes tempo para constatar se é possível mais à frente propor um candidato que conte com os apoios necessários ou, caso contrário, se serão necessárias novas eleições.

Esta decisão do rei foi feita pública em comunicado da casa real difundido após a reunião que o chefe do Estado manteve no Palácio da Zarzuela com a presidente do Congresso, Meritxell Batet, durante a qual esta lhe comunicou oficialmente a investidura fracassada de Pedro Sánchez.

Felipe VI transmitiu a Batet que não vai começar agora novas conversas com os dirigentes políticos e estará em contato "regular e permanente" com ela.

"Em todo caso, e antes que finalize o prazo constitucional de dois meses desde a primeira votação de posse, sua Alteza o Rei vai realizar novas consultas", acrescenta o comunicado.