EFELondres

O Reino Unido pode começar a implementar uma vacina contra a Covid-19 no primeiro semestre de 2021, se os testes realizados pelo Imperial College, de Londres, forem bem-sucedidos, disse neste domingo um dos cientistas que lidera a pesquisa.

O professor Robin Shattock, que chefia a equipa de desenvolvimento de vacinas do Imperial College, afirmou que, se a pesquisa correr "realmente bem", irá haver doses suficientes disponíveis para todos os cidadãos do Reino Unido.

Alertou, no entanto, que "não há certeza" de que algum das candidatas a vacina atualmente em desenvolvimento irá funcionar, pois depende do nível de imunidade necessário para prevenir a infecção.

"Prevemos que, se tudo correr muito bem, obteremos uma resposta sobre se (a candidata a vacina) funciona no início do próximo ano e criamos a infraestrutura para fazer essa vacina em todo o Reino Unido", disse Shattock à "Sky Network".

"Então, supondo que haja fundos para comprar essa vacina, poderíamos implementá-la em todo o Reino Unido no primeiro semestre do próximo ano", acrescentou.