EFE

Moscovo

A Rússia vai criar 12 unidades militares na fronteira ocidental antes do fim do ano para responder às ameaças da NATO e à futura adesão da Finlândia e Suécia à Aliança Atlântica, disse esta sexta-feira o ministro da Defesa, Serguei Choigu.

"Os nossos vizinhos mais próximos, Finlândia e Suécia, solicitaram entrar na NATO. Portanto, a tensão continua a crescer na área de responsabilidade do Distrito Militar Ocidental, disse Shoigu numa reunião da direção do Ministério da Defesa russo, segundo a agência Interfax.

"Estamos a tomar as contramedidas adequadas. Sob estas condições, estamos a melhorar ativamente a composição de combate das tropas. Até ao final do ano serão formadas 12 unidades e subunidades militares no Distrito Militar Ocidental", afirmou o ministro russo.