EFEMadrid

O presidente do Governo interino espanhol, Pedro Sánchez, está reunido desde as 10h10 da manhã, hora espanhola, com o líder do Unidas Podemos, Pablo Iglesias, para tentar obter o seu apoio à posse, o que lhe permitiria juntar 42 deputados aos 123 do seu partido, o PSOE, menos onze do que a maioria absoluta.

O primeiro a chegar foi Pablo Iglesias, acompanhado do seu chefe de gabinete, Pablo Gentili, seguido quase imediatamente por Sánchez, acompanhado também do seu chefe de gabinete, Iván Redondo, e da porta-voz do PSOE, Adriana Lastra.

Pablo Iglesias chega ao encontro com a reivindicação de um governo de coligação e procurando que Sánchez lhe revele o seu plano para desenvolver a posse, enquanto o candidato socialista procura um acordo programático, considerando a reunião de hoje um "primeiro contato" para o conseguir, segundo fontes próximas de Sánchez.

A última vez que Pedro Sánchez e Pablo Iglesias se reuniram oficialmente foi no passado dia 7 de maio no Palácio da Moncloa, quando ambos mostraram a sua vontade de se entender e chegar a um acordo estável para a legislatura, o que se materializou pouco depois na composição da Mesa do Congresso.