EFEMadrid

O primeiro fim de semana sem restrições de circulação devido à pandemia de covid-19 em Espanha, após seis meses de fechos perimetrais e recolher obrigatório, foi marcado pelas viagens de muitos cidadãos para o litoral e áreas rurais, com a tranquilidade como regra geral, exceto alguns grandes encontros ao ar livre em locais como Barcelona.

Foram registadas aglomerações de pessoas em várias partes da capital catalã, onde a polícia precisou de dispersar mais de 9 mil pessoas na noite de sábado, 2 mil delas numa das praias da cidade, informaram fontes municipais este domingo.

Madrid celebrou este fim de semana a festa de San Isidro, padroeiro da capital espanhola. A Câmara Municipal destacou o comportamento "exemplar" dos cidadãos, sem grandes incidentes e longe das imagens de multidões e grandes quantidades de bebidas alcoólicas como foram vistas há uma semana.

Então, o centro da capital espanhola ficou cheio de gente, muitos sem respeitar as medidas de segurança, para celebrar o fim das restrições que entraram em vigor devido à pandemia em novembro do ano passado e que afetaram toda a Espanha.

Como todos os fins de semana desde o início da pandemia, a polícia teve que atuar em várias festas ilegais. Desta vez, a maior intervenção foi numa fábrica abandonada em Pamplona (norte) com 151 pessoas.

Porém, o mais comum foi a ida às praias, montanhas ou áreas rurais, bem como reuniões familiares após meses.