EFENova Iorque

O presidente americano, Donald Trump, assegurou esta terça-feira que se não fosse por ele havia mais de 2 milhões de falecidos devido à pandemia de COVID-19 ao invés dos mais de 200.000, e culpou a China por ter "deixado a praga escapar".

Questionado sobre o número de 200.000 mortes com a pandemia no país, ultrapassado esta terça, o presidente disse que "é uma pena. Penso que fizemos o apropriado e que o fizemos bem. Teríamos dois milhões e meio de mortes ou algo parecido. Teríamos um número que seria substancialmente mais elevado. (...) Poderíamos ter dois, dois milhões e meio ou três milhões (de mortos)".

Os Estados Unidos ultrapassaram os 200.000 mortos por COVID-19 esta terça-feira e chegou aos 6.890.014 casos, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

"A China devia tê-lo parado (o vírus) na sua fronteira. Não deviam ter deixado que se espalhasse pelo mundo, e isso é terrível", disse Trump, que destacou ter ordenado rapidamente o encerramento das fronteiras à entrada de cidadãos chineses, algo que, no entanto, nada fez para impedir a propagação do vírus no país.

Num comício no estado chave da Pensilvânia na última noite, Trump não mencionou o facto de os Estados Unidos terem o maior número total de mortes e contágios do mundo, bem como uma das mais altas taxas de infeção por cada 100.000 habitantes, e afirmou: "Estamos a destruir o vírus".

Os Estados Unidos têm vindo a registar desde o início do mês um aumento de infeções que coincide com o início do ano escolar e universitário e o relaxamento das medidas de contenção.

"Não lhe chamem coronavírus; é o China-vírus. Corona, corona soa como uma vila italiana ou algo assim. É o China-vírus", disse Trump num evento de campanha perto de Pittsburgh (Pensilvânia).

Num comício cheio de pessoas, muitas delas sem máscara e qualquer distância entre elas, Trump gozou com o seu rival democrata nas eleições presidenciais de novembro, Joe Biden.

"Está sempre com a máscara posta. Todo aquele dinheiro em cirurgia plástica para o cobrir com uma máscara", disse Trump.