EFEBruxelas

Os chanceleres da União Europeia (UE) chegaram a um acordo político esta segunda-feira para impor sanções pelo envenenamento do líder opositor russo Alexei Navalny com o agente químico Novichok, de origem soviética.

“Há um acordo político para implementar essas medidas restritivas”, confirmou o alto representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell, em conferência de imprensa no Luxemburgo.

Borrell explicou que houve "aceitação total" por parte de todos os Estados membros e que os órgãos técnicos do Conselho vão preparar as medidas restritivas com base numa lista proposta conjuntamente pela França e Alemanha que inclui "provas" sobre o caso.