EFELisboa

A colaboração entre Espanha e Portugal na luta contra o tráfico de drogas permitiu intercetar um veleiro carregado com mais de cinco toneladas de cocaína em águas do Atlântico e deter três pessoas, uma das maiores apreensões realizadas na Europa, informaram esta segunda-feira fontes oficiais.

A droga foi apreendida num veleiro utilizado por redes de tráfico de droga para o transporte de estupefacientes entre a América Latina e a Europa, utilizando a Península Ibérica como porto de entrada.

A embarcação transportava 183 fardos de cocaína com um peso estimado de 5,2 toneladas, "a maior apreensão deste tipo de estupefacientes realizada em Portugal nos últimos 15 anos e uma das maiores de toda a Europa", informou a Polícia Judiciária portuguesa em comunicado.

Durante a operação, batizada como "Maré Branca", foram detidos três homens, estrangeiros, pertencentes a uma organização internacional de tráfico de drogas.

A operação esteve a cargo da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes portuguesa em colaboração com a Unidade de Drogas e Crime Organizado da Polícia Nacional espanhola, e contou também com a participação da Marinha e Força Aérea de Portugal.

Foi também apoiada pelo Centro de Operações e Análise Marítima de Narcóticos, com sede em Lisboa, a americana DEA e a Agência Nacional de Crime do Reino Unido.