EFELisboa

O primeiro-ministro português, António Costa, abriu um forte debate no país ao aceitar fazer parte da lista de apoiantes da recandidatura de Luis Filipe Vieira à presidência do Benfica, que está envolvido em vários processos judiciais.

O nome do primeiro-ministro é o mais proeminente dentro da "comissão de honra" da recandidatura, uma lista que procura simplesmente mostrar as figuras públicas que apoiam um candidato, neste caso Vieira, e que é composta por 500 personalidades.

Entre eles está também o presidente da Câmara de Lisboa, o também socialista Fernando Medina, e deputados dos partidos conservadores PSD e CDS, bem como o presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva.

Costa apoia Vieira, que dirige o clube desde 2003, "não como primeiro-ministro ou secretário-geral do Partido Socialista, mas como adepto e sócio do Benfica desde 1988", defende o seu gabinete, que recorda que o primeiro-ministro já apoiou Vieira em eleições anteriores.