EFELisboa

O primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa, terminou hoje a formação do seu novo Executivo com a nomeação de meia centena de secretários de Estado, que, com os ministros, elevam a 70 o número de membros do Governo português para o período 2019-2023.

A lista, apresentada hoje ao presidente da República, o conservador Marcelo Rebelo de Sousa, fica fechada quinze dias depois das eleições legislativas, nas quais os socialistas venceram e ficaram apenas a oito lugares da maioria absoluta.

O novo Governo, que descartou assinar alianças com a esquerda para assegurar o seu apoio parlamentar -como aconteceu há quatro anos- estará composto ao todo por 70 pessoas, 26 das quais são mulheres (37,1%).

Haverá ao todo 19 ministros no seu gabinete, entre os quais 8 mulheres, e quatro "superministros", numa tentativa de reforçar o "núcleo duro" para enfrentar os desafios da próxima legislatura.