EFELisboa

"Um reencontro entre vizinhos que são irmãos e amigos". Assim celebrou esta quarta-feira o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, na sua conta do Twitter a reabertura da fronteira com Espanha, fechada desde o passado 16 de março devido à pandemia de COVID-19.

Antes de participar no ato oficial programado para hoje na passagem fronteiriça entre Badajoz (Espanha) e Elvas (Portugal) com presença dos chefes de Estado e de Governo de ambos países, Costa disse que "desta fronteira aberta depende a nossa prosperidade compartilhada e um destino comum no projeto europeu".

O primeiro-ministro luso argumentou que "é essencial para ambos países que os contatos voltem gradualmente a adquirir a dimensão e a dinâmica anteriores".

"Espanha e Portugal devem ser atores de primeira linha na construção de uma Europa cujo modelo económico e social reforce a convergência e que, mais que esperanças, contribua certezas para todos", ressaltou Costa.

António Costa também teve uma mensagem para as pessoas em populações fronteiriças que quotidianamente atravessam a fronteira e augurou que "teremos mais peso se travarmos esse combate lado a lado, Portugal e Espanha".

As barreiras que têm impedido durante três meses e meio o trânsito fronteiriço, exceto a passagem de mercadorias e trabalhadores transnacionais, foram levantadas à meia-noite.