EFELisboa

O filme "Cold Hell", do realizador austríaco Stefan Ruzowitzky, ganhou o prémio de melhor longa-metragem no festival de cinema de terror português MOTELx, cuja edição deste ano esteve marcada pela exibição de trabalhos latino-americanos.

"Cold Hell", que narra a história de um taxista de origem turca perseguido por um assassino em série na Alemanha, transformou-se no "claro" vencedor, segundo o jurado, pela sua "relevância contemporânea, ação emocionante e imaginativa e excelentes atuações de todo o elenco".

Ruzowitzky, que em 2008 ganhou o Óscar de melhor filme estrangeiro com "The Counterfeiters", vence assim o galardão de melhor longa-metragem do MOTELx, que na categoria de curtas premiou o trabalho do português Gonçalo Almeida, intitulado "Thursday Night".

Esta história de fantasmas e animais, que chamou à atenção pela sua fotografia e interpretações, une-se à menção especial que o jurado dedicou à curta "Depois do Silêncio", do português Guilherme Daniel.

Na sua décima-primeira edição, o MOTELx mostrou desde o passado dia 5 uma grande variedade de filmes de terror, especialmente latino-americanos, devido ao ano de Lisboa como capital ibero-americana de cultura.

Assim, foram exibidos "Santa Sangre" (1989) e "El Topo" (1970), do realizador chileno Alejandro Jodorowsky, que recebeu em Lisboa o prémio "Professor do Terror" dado pelo festival.

Entre os mais de cem filmes vistos nesta edição, também se destacam as longas-metragens "El bar" (2017) do espanhol Álex de la Iglesia, "La noche de la virgen" (2016) do seu compatriota Roberto San Sebastián, e "La región salvaje" (2016) do mexicano Amat Escalante.

Fora da programação ibero-americana destacou a presença como convidado do americano Roger Corman, um realizador de culto de filmes de baixo orçamento que mostrou no festival o seu filme "X: The Man with the X-ray Eyes".

Apesar do seu marcado interesse pela produção menos comercial, o MOTELx não pôde resistir a fechar com a projeção de um dos filmes de terror mais esperados do ano, "IT" (2017), a readaptação do célebre relato do palhaço assassino criado por Stephen King.

O Festival MOTELx nasceu em 2007 e registou um crescimento constante edição após edição, com cerca de 4.000 espectadores no seu primeiro ano e mais de 18.000 na edição de 2016.