EFELisboa

O festival português EDP Cool Jazz volta a aterrar em Cascais a partir desta terça-feira para uma edição que se vai alargar até 31 de julho com nomes como Tom Jones, Diana Krall, Jessie J, The Roots e Jamie Cullum.

O evento arranca terça-feira no Hipódromo Manuel Possolo, ao qual regressou no ano passado após várias edições no município vizinho de Oeiras, com o rap dos americanos The Roots como atração principal.

O grupo, fundado em 1987, volta a Portugal para fechar uma noite na qual também passará pelo palco a banda portuguesa de soul e funk HMB.

O festival regressa um dia depois, na quarta-feira, dia 10, com a atuação da britânica Jessie J, à qual precederão outros nomes do panorama musical português: Best Youth, grupo que mistura o rock indie eletrónico com a pop, e o compositor Maro.

A 16 de julho será a vez dos americanos Snarky Puppy, um grupo de jazz instrumental, e do jovem britânico Jacob Collier, enquanto no dia 20 pisarão o palco o cantor e pianista britânico Jamie Cullum e a trompetista portuguesa Jéssica Pina.

A canadiana Diana Krall lidera o cartaz do dia 24, quando irá subir ao palco acompanhada de Robert Hurst, Joe Lovano e Karriem Riggins, num concerto que estará precedido pela atuação do guitarrista português Francisco Sales.

O Cool Jazz continua a 25 com Tom Jones e as suas mais de seis décadas de experiência musical e os portugueses Os Quatro e Meia.

Segue-se depois o dia 27 com mais nomes lusos, como The Black Mamba e Churky, e termina a 31 com o concerto dos alemães Kraftwerk.

A programação do festival inclui também sessões de jazz com várias figuras do panorama português: Renato Sousa, Guilherme Melo, Tomás Marques, Pedro Nobre, Elmano Coelho, Eduardo Gardinho e Carlos Borges.

Organizado pela primeira vez em 2004, o EDP Cool Jazz recebeu em mais de uma década artistas de renome como Sting, Mark Knopfler, Diego El Cigala ou John Legend.