EFELisboa

O corpo sem vida de Paulo Gonçalves, o piloto português que faleceu num acidente a 12 de janeiro no rally Dakar, chegou esta quinta-feira ao aeroporto da cidade do Porto, onde um cortejo fúnebre, seguido por centenas de motards, o vai levar a Esposende, a sua cidade natal.

O corpo do piloto permanecerá em capela ardente em Esposende (norte do país) até esta sexta-feira, quando será enterrado na localidade vizinha de Gemeses, onde Gonçalves vivia com a sua mulher e os seus dois filhos.

Além de ser um dos veteranos e dos mais respeitados na caravana do Dakar, Paulo Gonçalves, de 40 anos, era um "ídolo" na comarca de Esposende, devido à "sua humildade", como destacou nos últimos dias o autarca, Benjamim Pereira.

Gonçalves, membro da equipa Hero, proclamou-se campeão do mundo do rally todo terreno em 2013 e ficou em segundo lugar em motos no Dakar de 2015.