EFELisboa

O primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa, vai ganhar as eleições legislativas do próximo outubro, embora irá precisar de pactuar porque ficará afastado da maioria absoluta, segundo uma sondagem divulgada hoje.

Os socialistas obterão 39% dos votos, seguidos pela centro-direita do PSD, que terá 28%, segundo uma sondagem da Universidade Católica Portuguesa para a emissora pública RTP e o jornal Público.

Assim, Costa ficaria afastado da maioria absoluta e teria que voltar a olhar para os seus parceiros da esquerda, o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português, que lhe ofereceram apoio parlamentar nestes quatros anos e que em outubro alcançariam 9 e 8% dos votos, respetivamente.

É uma opção que 27% dos eleitores está a favor de repetir.

O apoio aos socialistas para as gerais é superior ao que conseguirão nas eleições europeias do próximo domingo, sobre as quais esta sondagem também perguntou.

O partido de Costa obterá então 33% dos votos, com o que poderá escolher entre 8 e 9 eurodeputados, mais um dos que tem atualmente.

Por sua vez, o PSD, que continua com os seus problemas internos mais de um ano depois de escolher o seu presidente, Rui Rio, terá nesse dia a queda advertida nos últimos meses pelas sondagens, conseguindo 23% dos votos, o que seria o seu pior resultado histórico, destacam jornais portugueses.

Além disso, entrariam pela primeira vez no Parlamento Europeu o partido animalista PAN e Aliança, um novo partido de direita.

No total, Portugal elege 21 eurodeputados.