EFELisboa

A covid-19 foi a segunda causa de morte em Portugal durante 2020, apenas ultrapassada pelas doenças cerebrovasculares, e provocou uma maior mortalidade entre os homens, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

A covid-19 causou em Portugal o falecimento de 7.125 pessoas em 2020, 5,8% de um total de 123.720 mortes registadas.

A taxa de mortalidade média foi de 69 mortes por cada 10.000 habitantes, subindo a 76,4 por cada 100.000 habitantes entre os homens e baixando a 62,5 no caso das mulheres.

A idade média nas mortes foi mais elevada nas mulheres (83,4 anos) que nos homens (79,9 anos).

64% das mortes causadas pelo coronavírus (4.558) em Portugal ocorreram entre novembro e dezembro de 2020.

O INE indicou que levou em consideração nas suas estimativas o número de vítimas mortais por covid-19 e não os falecidos por outras doenças que portavam o vírus.

Segundo o relatório, a principal causa de morte no país em 2020 foram as doenças cerebrovasculares, que causaram 9,2% do total dos óbitos, mais 4,2% que no ano anterior.

Portugal, com aproximadamente 10,3 milhões de habitantes, acumula 4,1 milhões de contágios e 22.665 mortes por covid-19, segundo dados da Direção Geral de Saúde (DGS).