EFELisboa

A dívida pública portuguesa aumentou 2.000 milhões de euros em abril, até aos 252.400 milhões, um novo recorde histórico em termos nominais motivados pelo aumento da emissão de títulos de dívida.

Segundo os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal, este aumento em termos nominais tem uma leitura muito diferente caso se analisar em percentagem do PIB, indicador levado em conta pelas agências de classificação e os mercados.

Em percentagem do PIB, a dívida portuguesa baixa devido ao crescimento da economia e representa atualmente 123% do PIB. A meta do Governo, liderado pelo socialista António Costa, é que esse número seja inferior a 100% em 2021.

Portugal aumentou o ritmo de leilões de dívida nas últimas semanas.

Em abril, o Tesouro luso emitiu obrigações no valor de mil milhões de euros e, em maio, num movimento inédito para um país da Zona Euro, colocou cerca de 260 milhões de euros em títulos em moeda chinesa, com uma procura que triplicou a oferta.