EFELisboa

A economia de Portugal cresceu 2% no ano passado, pelo que se confirma pelo segundo ano consecutivo a desaceleração do seu PIB, segundo os dados provisórios divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Entre os fatores que levaram o PIB a crescer menos 0,4% que em 2018 está a descida do consumo privado e a desaceleração das exportações de bens e serviços.

Desta maneira, segundo os dados provisórios do INE, que irá oferecer as estatísticas definitivas no próximo 28 de fevereiro, o PIB subiu acima das previsões do Governo, que eram de 1,9%.

Entre 2014 e 2017, o PIB de Portugal cresceu de forma gradual, com o máximo atingido em 2017, quando chegou a 3,5%.

Para 2020, o Banco de Portugal prevê que a economia lusa cresça 1,7%, enquanto a estimativa do Governo português para este período é de 1,9%.