EFELisboa

A EDP Renováveis (EDPR), com sede em Espanha e controlada pela portuguesa EDP, chegou a um acordo para a compra e venda de energia eléctrica, ao longo de 19 anos, da central solar brasileira de Lagoa, que vai entrar em funcionamento em 2022.

De acordo com o anúncio feito hoje pela companhia elétrica à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) de Portugal, a central, localizada no estado brasileiro da Paraíba, terá uma capacidade total de produção de 66 megawatts (MW).

Segundo a EDPR, este novo projeto solar "aumenta a diversificação tecnológica da carteira da EDPR", cuja capacidade solar em 2022 será de 1,3 gigawatts (GW), de acordo com as previsões.

A multinacional tem como objetivo no seu plano estratégico para o período 2019-2022 alcançar uma produção de 7 GW, dos quais 5,3 GW já estão garantidos na sequência deste último acordo.