EFELisboa

A incidência a 14 dias começou a estabilizar-se em Portugal, com 428,3 casos por 100.000 habitantes esta quarta-feira, dia em que foram notificados 3.452 novos contágios de coronavírus e 13 mortes.

Segundo o último relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS), a incidência ao nível nacional, que se disparou nesta quarta vaga, sofreu apenas uma pequena subida, passando dos 427,5 casos da última segunda-feira a 428,3 nesta quarta.

Em Portugal continental, sem levar em conta os arquipélagos da Madeira e Açores, manteve-se inalterada nos 439,3 casos por 100.000 habitantes.

O R(t), um indicador chave para as autoridades e que mede o número de pessoas que cada infetado contagia, está em 1,01, abaixo do 1,04 de segunda.

Esta quarta-feira foram notificados 3.452 novos contágios, abaixo dos mais de 4.300 de há uma semana, e 13 mortes, um regresso aos dois dígitos depois de três dias abaixo da dezena.

Nos hospitais houve uma ligeira subida, com 934 pessoas internadas com o vírus, mais 6 que no dia anterior, 200 das quais estão nos cuidados intensivos (sem mudanças). São valores máximos desde o mês de março, quando Portugal começou a abrir depois de um confinamento geral de dois meses.

O país regista agora desde o começo da pandemia 960.437 contágios e 17.320 falecidos.