EFELisboa

O comércio entre a Andaluzia e Portugal ficou em 2.589 milhões entre janeiro e outubro, com um saldo favorável de 759 milhões para a região sul de Espanha, já que exportou num valor de 1.674 milhões e importou 915 milhões do país vizinho.

Os principais dados comerciais entre ambos territórios foram expostos esta quarta-feira em Lisboa pelo presidente do Governo andaluz, Juanma Moreno, que participou no Fórum Empresarial Andaluzia-Portugal 2020 juntamente com o Ministro da Economia português, Pedro Siza Vieira.

As exportações andaluzas a Portugal caíram 6,9% em termos homólogos, principalmente devido aos baixos preços na origem dos dois principais capítulos, azeite e combustíveis e óleos minerais, mas sete dos dez principais sectores de exportação estão a crescer.

Portugal é o quarto maior destino das exportações andaluzas, com 6,3 por cento do total, e é o nono maior fornecedor mundial e o quarto da UE, com 3,6 por cento do total, segundo dados da Extenda, a Agência Andaluza de Promoção Exterior.

Até outubro, a Andaluzia tinha 1.600 empresas exportadoras a Portugal, das quais mais de metade, 954, fazem-no regularmente -pelo menos quatro anos seguidos- um número que cresceu 3,8 por cento a respeito dos primeiros dez meses de 2018.

Portugal é o quinto maior investidor mundial na Andaluzia, com um fluxo de investimento produtivo de 18,9 milhões nos três primeiros trimestres de 2019, e representa 14,3% do total espanhol, atrás apenas de Madrid e da Catalunha.

O valor do investimento produtivo na Andaluzia entre janeiro e setembro de 2019 foi doze vezes superior ao registado no mesmo período em 2018, em contraste com a queda de 56% do investimento no conjunto de Espanha.

A Andaluzia é líder nacional nas exportações para Portugal em quase uma dezena de sectores diferentes, incluindo o azeite, com 222 milhões de vendas entre janeiro e outubro, representando 93 por cento do total nacional.

Também se destacam as exportações de frutas frescas, com 97 milhões, 33% de Espanha; vegetais, com 55 milhões, 32% do total; produtos químicos inorgânicos, com 31 milhões e 24,3% do total; e fertilizantes, com 58 milhões, 58% do total nacional.

O setor agroalimentar concentra um em cada quatro euros das vendas, mas está-se a diversificar para outros setores, como o de alta e média tecnologia, que cresceu 12,6%, de acordo com a Extenda.

No sector aeronáutico, a Andaluzia é responsável por três de cada cinco euros de vendas de Espanha para Portugal, o que a torna no quarto maior mercado europeu da comunidade.

As províncias que mais contribuem para as trocas comerciais com Portugal são Sevilha, com 472 milhões de exportações; Huelva, com 346 milhões; e Cádiz, com 297 milhões.