EFELisboa

O juiz à frente do processo sobre o trágico incêndio ocorrido em 2017 em Pedrógão Grande, que matou 66 pessoas, decidiu denunciar judicialmente dez dos 13 acusados, entre eles três autarcas.

Segundo a decisão do juiz, vão sentar-se no banco dos réus os autarcas no momento do incêndio de três municípios afetados pelo fogo: o de Pedrógão Grande, Valdemar Alves; o de Figueiró dos Vinhos, Jorge Abreu, e o de Castanheira de Pera, Fernando Lopes.

Também serão julgados uma engenheira florestal da câmara de Pedrógão, o comandante dos Bombeiros Voluntários desse município, dois diretores da companhia elétrica Energias de Portugal (EDP) e outros três da Ascendi Pinhal Interior, empresa responsável pela manutenção da estrada na qual morreram 47 pessoas.