EFELisboa

A Polícia Judiciária portuguesa deteve uma nova pessoa em relação com o roubo de armas militares do depósito de Tancos, ocorrido em junho de 2017 e que conta com um total de 20 arguidos.

O novo detido, do qual unicamente transcendeu o seu apelido, "Baião", era "amigo e ex- sócio" do principal suspeito de ser o autor material do roubo, segundo a imprensa local.

O Ministério Público, que informou hoje da sua detenção, precisou que se investiga se este homem pôde ter cometido os crimes de associação criminosa, roubo, detenção e tráfico de armas, entre outros, e indicou que atualmente se encontra em prisão preventiva.