EFELisboa

As mortes dispararam esta terça-feira em Portugal, que notificou mais 218 falecidos, acima do recorde diário registado ontem de 167 óbitos, e voltou a passar dos 10.000 contágios.

O país, que se encontram confinado, passou hoje a barreira dos 200 mortos pela primeira vez em toda a pandemia e depois de encadear onze dias consecutivos acima da centena, com 9.246 falecimentos desde março, segundo o último balanço da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal notificou também 10.455 infeções nas últimas 24 horas, voltando aos números elevados da semana passada, apesar das terças serem, depois das segundas, um dia de números mais moderados devido ao efeito do fim de semana.

Foram detetados 566.958 casos positivos desde o início da pandemia, com cerca 135.000 atualmente ativos.

Os elevados números de contágios das últimas semanas continuam a aumentar a pressão sobre os gospitais, que se encontram à beira do colapso.

Há atualmente 5.291 pacientes internados com covid-19 (mais 126 que ontem), 670 nos cuidados intensivos (mais 6). Ambos dados são os maiores níveis da pandemia até agora.