EFELisboa

A prioridade dos futuros programas de Fundos Europeus é o investimento na alta velocidade ferroviária, segundo a principal conclusão de um encontro de empresários e autoridades políticas da Galiza (Espanha) e do Norte de Portugal realizado esta segunda-feira na cidade de Braga.

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, que discursou no encontro, fez um apelo ao bom uso dos Fundos Europeus de Recuperação que chegarão a Portugal.

"Os fundos são muito importantes para os próximos anos, mas não chegam para o que queremos em Portugal. Queremos muito mais investimento privado nacional e estrangeiro", disse o chefe de Estado português.

No passado mês de maio, após um encontro em Lisboa entre o presidente da Galiza, Alberto Núñez Feijoo, e o primeiro-ministro português, António Costa, ficou acordado que a construção de uma linha de alta velocidade entre a Galiza, Porto e Lisboa é um objetivo fundamental.

Depois dessa reunião soube-se que as estimativas desta obra contemplam um investimento inicial de 900 milhões de euros para unir Braga com a Galiza e que as obras podem começar a partir de 2025.

O diretor-geral de Relações Exteriores do Governo da Galiza, Jesús Gamallo, lembrou que a eurorregião Galiza e Norte de Portugal é "um exemplo" em termos de cooperação europeia, nomeadamente pelo seu trabalho de reativação económica em ambos lados da fronteira.