EFELisboa

Portugal e Espanha vão apresentar ainda este mês uma candidatura conjunta para integrar no Registo da Memória do Mundo da UNESCO "documentos históricos" sobre a viagem da circum-navegação de Fernão de Magalhães, segundo anunciou o Governo português esta quarta-feira.

São ao todo 15 textos, entre os quais se encontra uma versão do diário de Antonio Pigafetta (cronista da viagem), um relato indireto por Fernando de Oliveira e 13 documentos dos arquivos nacionais de Portugal e Espanha que permitem compreender "o significado absolutamente inaugural da viagem da circum-navegação", segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Santos Silva fez estas declarações em Lisboa numa conferência de imprensa realizada depois de uma reunião da Comissão Nacional para as Comemorações do V Centenário da circum-navegação, onde acrescentou que entre estes textos está também incluída uma carta de Pedro Vaz de Caminha que falava da descoberta do Brasil.

Santos Silva explicou que espera que os outros 11 países por onde a rota passa "se associem" e mostrou a sua confiança de que irão "apoiar esta candidatura".

O ministro realçou as ações destinadas a promover a primeira volta ao mundo, que teve lugar entre os anos 1519 e 1922 sob a liderança de Fernão de Magalhães e depois concluída por Sebastián Elcano.

Entre as diferentes atividades está a apresentação de um livro que mostra as rotas e relatos do primeiro século do domínio do estreito de Magalhães, bem como exposições, investigações e iniciativas com jovens.

Este programa da UNESCO foi criado em 1992 com o objetivo de proteger e promover o património documental mundial através da conservação e do acesso aos documentos.