EFELisboa

O Governo de Portugal aprovou esta quinta-feira em Conselho de Ministros o "dever geral de recolhimento" para 19 áreas da zona metropolitana de Lisboa que estão especialmente afetadas por surtos de coronavírus, de modo a tentar parar as cadeias de transmissão.

A medida implica que os residentes destas 19 áreas, todas elas freguesias contíguas da margem norte lisboeta, apenas poderão sair de casa para o considerado essencial: trabalhar, comprar alimentos e medicamentos.

Ao todo, estão afetadas todas as freguesias do município da Amadora e Odivelas, seis freguesias de Sintra, duas de Loures e, já na localidade de Lisboa, a freguesia de Santa Clara.

Estas pertencem aos cinco municípios onde se concentra a maioria dos surtos que afeta a região de Lisboa, atualmente a mais afetada do país por coronavírus, com um balanço total de 17.767 casos desde o início da pandemia.

Além disso, os grupos de pessoas que se poderão juntar nestas 19 áreas não poderão ultrapassar os cinco membros.