EFELisboa

A Polícia Marítima portuguesa intercetou hoje uma embarcação de madeira com onze migrantes perto da localidade de Olhão (Algarve, sul), informaram hoje fontes oficiais.

Três dos migrantes, que segundo a polícia são oriundos do norte de África, tiveram que ser levados ao hospital de Faro por dores abdominais e traumatismos.

Os migrantes, todos homens de idades compreendidas entre os 21 e os 30 anos, vão passar à disposição do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

As autoridades portuguesas consideram este incidente isolado e não como um sinal do surgimento de uma nova rota entre as redes de tráfico de pessoas.

No passado mês de dezembro, a Polícia Marítima portuguesa deteve outros oito migrantes, também procedentes do norte de África, que tinham chegado ao litoral do Algarve num pequeno barco.

O primeiro incidente deste tipo no país foi registado em 2007, com a chegada de um grupo de 19 pessoas procedentes de Marrocos à costa do sul.