EFELisboa

Portugal passou esta sexta-feira a marca dos 900.000 positivos desde o começo da pandemia, com mais 3.194 casos e sete falecidos, enquanto a incidência de covid continua disparada no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa.

A variante delta predomina em 89% dos novos casos registados nas últimas duas semanas, o que permitiu uma propagação muito rápida do vírus nas cidades mais turísticas do sul do país.

A incidência média do país subiu para os 272 casos por cada 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, segundo o mais recente relatório divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral de Saúde (DGS), embora o índice Rt., que mede o número de casos que cada infetado contagia, baixou de 1,2 a 1,18.

O número de hospitalizados voltou a subir esta sexta, até aos 617 (mais 18), 141 dos quais nos cuidados intensivos, mais 5 do que na quinta.

A partir deste sábado entram em vigor as novas restrições aprovadas esta quinta pelo Conselho de Ministros.

Todas as pessoas acima dos 12 anos que se alojarem em qualquer hotel de Portugal terão que apresentar um teste negativo ou o certificado digital covid.

Para entrar em restaurantes de sexta-feira a sábado nas 60 zonas do país com uma incidência superior a 120 casos por cada 100.000 habitantes -entre as quais Lisboa e Porto-, também será necessário apresentar teste negativo ou o certificado.

Além disso, continua em vigor o recolher obrigatório imposto na semana passada a todo o país entre as 23h e as 5h.