EFELisboa

As autoridades portuguesas estão a realizar uma grande operação envolvendo várias entidades e embaixadas estrangeiras para repatriar para os seus respectivos países cerca de 1.338 passageiros de 38 nacionalidades, que chegaram neste domingo a Lisboa num cruzeiro proveniente do Brasil.

O processo, reportado pelo Ministério do Interior português num comunicado, vai durar vários dias e envolve mais de 1.300 mil pessoas. A maioria é da União Europeia, mas também há gente de Brasil, Reino Unido, e Austrália, todos viajantes do cruzeiro MSC Fantasy.

O plano é começar com os 27 passageiros portugueses a bordo, que serão testados para o coronavírus e autorizados a desembarcar, caso o resultado seja negativo.