EFELisboa

Os preços dos alugueres em Lisboa e Porto aumentaram 20% durante os três primeiros meses deste ano, segundo dados do portal imobiliário de referência em Portugal publicados hoje.

O último estudo do Confidencial Imobiliário, recolhido pela imprensa portuguesa, indica que estas duas cidades sofreram mais quanto a aumento de preços, que entre janeiro e março subiram uma média de 13% em todo o país.

Lisboa e Porto, onde o aluguer de um quarto supera já os 600 euros, são além disso as cidades onde as casas permanecem menos tempo vazias entre inquilinos: os proprietários voltam a alugar em apenas dois meses, a metade de tempo que há apenas um ano.

Os dados divulgados pelo Confidencial Imobiliário confirmam a enorme escalada do aluguer vivida por Portugal, em especial pela sua capital, onde os inquilinos chegam a pagar o dobro que no resto do país, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O organismo afirmou no final de março que durante 2017 o metro quadrado em Lisboa custou 9,62 euros, quase duas vezes que a média nacional (4,39 euros).

Esta é uma diferença que afeta não só o centro de Lisboa mas também a sua área metropolitana e municípios circundantes, como Cascais ou Oeiras.

Portugal sofre um crescente problema de habitação devido em grande parte à chegada massiva de turistas e capital estrangeiro, que causou uma "gentrificação" que levou à criação de movimentos sociais em defesa do direito à habitação.