EFECiudad Rodrigo (Espanha)

A preservação dos jovens formados e com talento para que se desenvolvam profissionalmente no território e não emigrem a outra zona é um dos desafios propostos hoje em Ciudad Rodrigo (Espanha) durante o congresso "El reto demográfico de La Raya hispanolusa" ("O desafio demográfico da Fronteira luso-espanhola).

Entre os oradores de Espanha e Portugal esteve o autarca da cidade espanhola de Salamanca, Carlos García Carbayo, que deu como exemplo a sua Câmara Municipal, já que "é a única de Espanha que desenvolveu um programa para a retenção de talento".

Através desta iniciativa, Salamanca, além de reter jovens formados na sua universidade, conseguiu que regressassem a esta zona "investigadores que estavam fora de Espanha e que já se assentaram aqui".

García Carbayo também se referiu de que em Salamanca, com a chegada de novas empresas tecnológicas na última década, há um défice de engenheiros informáticos, pelo que as empresas "procuram mais engenheiros informáticos dos que saem da nossa universidade".

Na abertura do Congresso, enquadrado na rede de municípios Cencyl (Centro de Portugal e Castilla e León) financiado pelo Programa Operativo de Cooperação Transfronteiriça entre Espanha e Portugal (POCTEP) da UE, também discursou o autarca de Ciudad Rodrigo, Marcos Iglesias, que pediu "olhar para o mundo rural desde o mundo rural e não desde o mundo urbano".

Iglesias considerou que "o campo tem que ser uma solução" contra a aguda despovoação que existe em todos os territórios fronteiriços de Espanha e Portugal.

Para fomentar o desenvolvimento dos territórios tanto do interior luso como do meio rural espanhol, foram expostos alguns exemplos de sucesso, como a Rede de Aldeias Históricas de Portugal.

Trata-se de um conjunto de doze pequenas localidades lusas próximas à Raia com um grande património artístico que têm sido reabilitadas nos últimos 20 anos e que se converteram em relevantes destinos turísticos internacionais.

A diretora da rede, Dalila Dias, explicou que a chave do sucesso tem sido a integração da própria população destes doze povos -alguns com menos de cem habitantes- no projeto, para que estejam envolvidos e sejam os verdadeiros responsáveis do desenvolvimento.

Dias lançou o desafio de criar a rede "Aldeias Históricas Ibéricas" entre a região Centro de Portugal e as comunidades espanholas da Extremadura e Castilla e León.

O congresso contou hoje com oradores de Autarquias, empresas ou universidades de ambos países, e vai terminar esta sexta-feira com um discurso final a cargo do que antigo treinador da seleção de futebol de Espanha, Vicente del Bosque, natural de Salamanca, que irá ler um manifesto contra a despovoação do meio rural.