EFELisboa

A companhia aérea portuguesa TAP vai dar início no próximo verão duas pontes aéreas que vão unir as principais cidades do país luso, Lisboa e Porto, com Madrid, anunciou esta terça-feira a companhia.

Os duas pontes aéreas fazem parte do plano de rota apresentado esta terça-feira pela companhia aérea, que, sem dar datas concretas, explicou em comunicado que Madrid-Porto vai contar com seis frequências diárias, mais do dobro da oferta atual.

Este aumento de frequência será possível porque a TAP decidiu redireccionar para essa rota a capacidade que atualmente dedica aos voos Porto-Barcelona e Porto-Lyon, que serão suspensos, já que existe uma "ampla oferta" da concorrência.

A empresa portuguesa também vai criar uma ponte aérea entre Lisboa e Madrid, embora não tenha especificado o número de ligações diárias que terá.

A TAP, que atualmente lidera o tráfego entre os dois países ibéricos, criará também uma nova rota entre Lisboa e Santiago de Compostela e reforçará outras conexões entre a capital lusa e cidades espanholas.

Assim, passará a operar sete voos diários com Barcelona -atualmente há seis-; quatro com Sevilha -agora há três-, e três com Bilbau, Valência e Málaga- frente aos dois atuais-.

Fora da Península Ibérica, a TAP decidiu cancelar a sua operação no aeroporto de London City devido à "incerteza da procura" por parte dos clientes, associada ao brexit, e pelos resultados menores ao do que o esperado, e aumentar a capacidade nos outros aeródromos da capital britânica.

Também vai reforçar a operação no Brasil, com mais voos às cidades de Belém e Natal, e nos Estados Unidos, com mais ligações com Nova Iorque e Miami e novas rotas a Washington DC e Chicago.