EFELisboa

A taxa de desemprego em Portugal, que no ano 2013 chegou a 18%, ficou no terceiro trimestre de 2019 em 6,1%, o mínimo em dezesseis anos, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Nos seus cálculos, o INE estima que em setembro tinha um total de 323.400 portugueses desempregados, menos 5.100 que no trimestre anterior (-1,5%) e menos 29.000 que no mesmo período de há um ano (-8,3%).

A população empregada subiu a 4.947.000 pessoas, pelo que o número de portugueses empregados no último trimestre cresceu em 31.100 pessoas (0,6%) frente ao trimestre anterior e 0,9% no período homólogo de 2018.

Por sexos, a taxa de desemprego entre as mulheres ficou em 6,9%, mais duas décimas que no trimestre anterior e menos três décimas que no período homólogo, enquanto no caso dos homens baixou com respeito ao segundo trimestre de 2019 até 5,4% (-0,5%), o que representa uma descida com respeito ao ano anterior de oito décimas.

A taxa de desemprego juvenil (entre 15 e 24 anos) baixou duas décimas face ao trimestre anterior e ficou em 17,9%, uma queda de 2,1 pontos percentuais com respeito ao mesmo trimestre de 2018.