Bruxelas, 24 de Out (EFE) - Na madrugada de sábado 24 a domingo 25 de Outubro, os cidadãos da União Europeia (UE) irão atrasar uma hora os seus relógios, uma alteração regulada na legislação da UE cuja abolição tem sido debatida há dois anos.

Assim, na noite de sábado para domingo, os europeus dormirão mais uma hora, já que os relógios serão atrasados uma hora, de modo que às 15h00 será às 14h00 no caso de Espanha.

No caso das Ilhas Canárias, esta mudança no tempo também se aplica e continuará a ser uma hora atrasada em relação ao tempo peninsular.

Esta mudança de tempo ocorre duas vezes por ano, geralmente no último domingo de Março e no último domingo de Outubro, e começou a generalizar-se em 1974, quando ocorreu a primeira crise petrolífera e alguns países decidiram antecipar os seus relógios para fazer melhor uso da luz solar e assim poupar electricidade.