EFECharleroi (Bélgica)

Com a forma do Texas, insuflável ou de couro. Em árabe, russo, japonês, chinês ou braille. Dedicada aos Beatles, "Star Wars" ou James Bond.

Estas são algumas das edições do Monopólio pertencentes à maior coleção mundial deste jogo de mesa, reunidas numa exibição que será inaugurada no próximo 28 de agosto na cidade belga de Charleroi e permanecerá aberta até meados de janeiro.

Foi no Facebook onde o criador de jogos e organizador da exposição, Didier Colart, contatou pela primeira vez com Neil Scallan, britânico reconhecido pelo livro do Recorde Guinness como o maior coleccionador de Monopólio do planeta graças às suas 2.000 edições, sem tomar em consideração as versões duplicadas e triplicadas que acumula.

"Disse-lhe que queria fazer uma exposição sobre a sua coleção na Bélgica e consegui acesso a um terço da sua coleção para mostrá-la ao público", explicou Colart à EFE.

No total são 750 Monopólios que se distribuem por temáticas nas salas da antiga filial do banco BNP Paribas Fortis na cidade industrial, transformada em museu temporário e rebatizada como "MondiLudia".

"Acho único no mundo o que fazemos aqui. Nunca encontrei um museu sobre o Monopólio nem uma exposição como esta", precisou.

Podem-se contemplar versões do jogo sobre Las Vegas, México, Colômbia, a seleção espanhola de futebol, o Real Madrid, o Barça, Coca-Cola ou a Harley Davidson.

Além disso, apresentam-se edições centradas em "Star Wars", James Bond, John Wayne, os Beatles, "O Feiticeiro de Oz" ou "O Senhor dos Anéis".