Veneza (Itália), 12 de Sep (EFE) - O mundo em chamas e revolução que o cineasta mexicano Michel Franco propõe em "Nuevo Orden" valeu-lhe hoje o Grande Prémio do Júri Leão de Prata no 77º Festival de Veneza, enquanto que o Ouro foi para "Nomadland", onde a protagonista é Frances McDormand.

E os presságios foram cumpridos. Os dois filmes estiveram em todas nas apostas, foram elogiados após as suas estreias e também contribuíram para animar uma Mostra que passou sem grandes surpresas.

O trabalho de Michel Franco é uma distopia que se instala no seu próprio país, em que o pobre rebelde contra as minorias abastadas que procuram inverter a ordem sob a bandeira da vingança.