EFEManila

Desfrutar de um encontro romântico com um cão ou um gato no dia de São Valentim é hoje uma opção para os solteiros que adoram os animais nas Filipinas, onde uma ONG iniciou esta curiosa iniciativa para promover a adoção.

"Queremos demonstrar que um animal resgatado é capaz de oferecer amor incondicional", declarou à Efe Sharon Bengzon, responsável de educação da Sociedade de Conforto Animal das Filipinas (PAWS).

A sede desta ONG em Cidade Quezon, no norte de Manila, tornou-se a partir de hoje num restaurante improvisado com mesas baixas para encontros individuais entre solteiros sentados no solo e os seus pretendentes caninos e felinos.

Na sala, dividida em quatro ambientes, os participantes podem por 300 pesos filipinos (cerca 5 euros) desfrutar de um destes encontros, cujo cardápio consiste em bolachas e brownies para os humanos e guloseimas especiais para garantir a fidelidade dos cães e gatos.

Se o namoro ou o casamento são possíveis resultados do amor entre humanos, neste caso o objetivo da ONG é que neste 14 de fevereiro as pessoas eleitas por Cupido decidam unir as suas vidas para sempre com uma adoção.

Desde a abertura do centro, ao meio-dia, chegaram dezenas de visitantes que não pararam de tirar "selfies" para imortalizar o que provavelmente será o seu encontro de São Valentim mais exótico.

"Está a vir muita gente. Para esta noite já estamos completos e decidimos alargar o evento durante o resto da semana", assegurou Bengzon.

A representante da PAWS indicou que decidiram pôr esta iniciativa em andamento "aproveitando a popularidade dos cafés de cães e gatos", cada vez mais numerosas no país porque "os filipinos geralmente adoram animais".