Lisboa, 27 de Março (EFE) - No século XIX, os pescadores da Póvoa de Varzim começaram a usar uma camisola de lã bordada à mão que agora faz parte do seu património. Agora, um designer americano pôs à venda uma peça idêntica por 695 euros, aumentou a ira dos portugueses e pode acabar em tribunal.

Foi vendido como "criação própria" inspirada na Baja, no México, mas a camisola da americana Tory Burch é idêntica à tradicional "camisola poveira" desta aldeia no norte de Portugal, tanto que até tem como detalhe um brasão da monarquia portuguesa.

A maior diferença é o preço: na Póvoa qualquer turista pode comprá-la por cerca de 60 euros.