Madrid, 11 de Abril (EFE) - Drama, romance e intriga se juntam em "Rebecca", uma das muitas obras-primas de Alfred Hitchcock e o seu primeiro filme americano, que começa com uma das linhas mais famosas do cinema: "Ontem à noite sonhei que estava de volta a Manderley". Amanhã é o 80º aniversário de uma história tão sedutora em frente ao ecrã como atrás dele.

Baseado no terceiro romance homónimo publicado dois anos antes, em 1938, pela escritora inglesa Daphne Du Maurier, "Rebecca" chegou ao grande ecrã quase por acaso e depois de sérios duelos abertos em várias frentes.

O primeiro foi entre Hitchcock e o produtor do filme, David O. Selznick, dois "pesos pesados" do cinema da época que, como os postes de um íman, se atraíam e repeliam quase ao mesmo tempo.