EFELisboa

O Tondela, um clube situado na recôndita região interior-norte de Portugal, vai-se estrear na próxima temporada na Primeira Liga portuguesa sob a inesperada liderança de um argentino: Cristian Edgardo Amado, conhecido como "Piojo".

A surpreendente história do clube que representa a pequena cidade de Tondela, de cerca 30.000 habitantes, está associada a um nome que acompanhou a evolução do clube nas últimas sete temporadas, nas quais passou da terceira divisão portuguesa à principal categoria do futebol luso, marco conseguido no passado domingo.

E esse nome é o do atacante argentino Cristian Edgardo Amado, cujo apelido de "Piojo" não está diretamente inspirado no do lendário internacional argentino "Piojo" López.

Foi um primo seu que lhe pôs o apelido durante a infância, contou.

"Desde pequeno jogava futebol com os mais velhos e eu era muito pequeno", evocou o jogador em declarações divulgadas pelo clube.

Nascido em 1985 em Puerto Iguazú, a poucos quilómetros das majestosas cataratas do Iguaçu, "Piojo" mudou-se para Portugal com apenas 19 anos, na busca de oportunidades que o brindassem um caminho no futebol profissional.

Goleador de referência no Tondela, com o qual contribuiu com 11 tentos para a inédita subida à primeira, o atacante já viveu três ascensões com o clube: da Terceira à Segunda B, em 2009, e da Segunda B à Segunda, em 2012.

Portimonense (2004-2006), Silves (2005-2006), Atlético de Lisboa (2006-2007), Imortal (2006-2007) e Benfica de Castelo Branco (2007-2008) foram os seus clubes até que assinou pelo Tondela, ainda na Terceira Divisão, na época 2008-2009.

"Não sou rebelde. Tenho um pouco de irreverência no bom sentido da palavra", definiu-se futbolísticamente "Piojo", estandarte do pequeno clube cujo estádio abriga 2.500 espectadores.

Onze anos após chegar a Portugal e a ponto de cumprir 30 anos, o jogador conseguiu dar o salto à elite que tanto ansiava desde que saiu da sua Argentina natal.

"O meu objetivo é chegar à primeira divisão (...) Espero chegar, ainda melhor se fosse com o Tondela", tinha desejado o avançado quando se consumou a sua última ascensão à Segunda, há três anos.

Na próxima época vai-se acotovelar com os colossos Benfica, Porto e Sporting.